ASPACER se manifesta contrária à retirada de descontos nos preços do gás natural

Posted in Gás Natural

A Petrobras confirmou na sexta-feira, 29, em comunicado e através da imprensa, que os descontos estabelecidos sobre contratos de gás natural nacional serão reduzidos gradativamente até o fim de 2015, uma medida com impacto para os custos das indústrias.

Dessa forma a partir de hoje (01), o gás nacional vendido pela Petrobras às distribuidoras, terá uma aumento de R$ 0,06 (seis centavos de real), o que corresponde a uma elevação de 7,59%, preço esse válido para os meses de junho e julho.

Na mesma ocasião, a Petrobras informou ainda, que a medida foi tomada para “restabelecer o alinhamento dos preços relativos dos energéticos, preservando, contudo, a competitividade do gás natural no mercado”.

A ASPACER (Associação Paulista das Cerâmicas de Revestimento) entidade que lidera e coordena o Fórum do Gás Natural, grupo que reúne 12 das mais importantes associações da cadeia produtiva do gás natural, providenciou encaminhamento de nota de rejeição à ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis), Petrobrás e MDIC (Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior) e MME (Ministério de Minas e Energia), entendendo que tal medida adotada é extremamente devastadora aos diversos segmentos da indústria, uma vez que a atual medida de preços do insumo está em total descompasso com o cenário energético internacional e é extremamente prejudicial para competitividade da indústria nacional.

Ainda no mesmo documento, o Fórum do Gás, avalia que a “retirada do desconto agravará ainda mais as condições de competição da economia brasileira, visto que vários países têm destinado seus investimentos para países com condições melhores de oferta”.