Comitiva de Santa Gertrudes realiza audiência na Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Inovação de SP

Posted in Economia

DSCN60712014-04-04-14-48-30A Aspacer, através da Marketing Institucional da Aspacer, Maria Fernanda Rodrigues dos Santos e representantes da prefeitura e Câmara de Vereadores de Santa Gertrudes, estiveram na Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Inovação, no último dia 03 e foram recepcionados pelo Assessor do Gabinete do Secretário, Paulo Delgado, para falar de assuntos relacionados aos cursos técnicos voltados para o setor cerâmico, em Santa Gertrudes, com extensão do Centro Paula Souza. Delgado recebeu todas as informações sobre a estratégia do Governo do Estado, e achou viável as propostas encaminhadas pela comitiva, além passar as orientações o programa do governo Investe São Paulo.

A comitiva de Santa Gertrudes entregou a Paulo Delgado um relatório completo que mostra a importância do setor cerâmico para a atividade econômica da cidade. Santa Gertrudes em 2007 foi responsável pela produção de 65% da produção paulista cerâmica e 39% da produção nacional.

O deputado Gondim ressaltou que o objetivo do pedido é a instalação de uma classe avançada da ETEC de Rio Claro para que possa disponibilizar à população. “As indústrias estão plenamente de acordo e até disponibilizam seus espaços para realização das disciplinas práticas”, ressaltou o parlamentar.

Delgado destacou que a demanda apresentada é plenamente justa para que possa ofertar a população cursos para formação de mão de obra que certamente será absorvida pela indústria local. Ele se comprometeu encaminhar o pedido para o Centro Paula Souza.

Santa Gertrudes tem uma população estimada em 23 mil habitantes. As primeiras cerâmicas na cidade surgiram nas décadas de 20 e 30 para a produção de telhas e tijolos. Na época, a preparação da argila era feita com tração animal e a produção era basicamente manual. Mais tarde, as unidades passaram a produzir pisos.

De acordo com a Aspacer, em Santa Gertrudes, o número total de empresas cerâmicas paulistas é 38, sendo que 30 indústrias fazem parte do Polo de Santa Gertrudes.  O Brasil é um dos principais protagonistas no mercado mundial de revestimentos cerâmicos, ocupando a segunda posição em produção e consumo. Em 2012, foram produzidos 865,9 milhões de m², para uma capacidade instalada de 1,004 Bilhão de metros quadrados.

Fonte: Assessoria de Imprensa Deputado Gondim