PetroRecôncavo negocia acordos de suprimento de GN com clientes no NE

Postado em Gás Natural

A petroleira independente PetroRecôncavo está negociando contratos de fornecimento de gás natural com clientes no Nordeste, tendo em vista a abertura do mercado no Brasil e o aumento dos preços do gás natural liquefeito (GNL) no mercado internacional com a guerra na Ucrânia.
Segundo o presidente da companhia, Marcelo Magalhães, há, por exemplo, conversas em andamento para acordos para suprimento interruptível, ou seja, de volume fixo baixo e com possibilidade de entregas maiores a depender da demanda do cliente. “O preço de gás no mercado internacional está muito alto e esse tipo de contrato, que não é de base, nos permite monetizar eventuais volumes de produção excedente, a preços mais próximos do mercado de curto prazo. Para o cliente, é uma condição melhor do que o GNL do exterior. Temos conversado com empresas de comercialização e armazenamento, por exemplo”, diz.
A empresa espera fechar ao menos um contrato no mercado livre em 2022. A PetroRecôncavo tem acordos de suprimento com distribuidoras, como Potigás (RN), PBGás (PB) e Bahiagás (BA). Para Magalhães, o fato de a empresa ter produção integrada na Bacia Potiguar e na Bacia do Recôncavo ajuda a garantir o fornecimento. “Conseguimos nos posicionar como o maior fornecedor privado de gás natural do Nordeste.

Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail this to someonePrint this page