Santa Gertrudes poderá sediar escritório do DNPM

Postado em Dnpm

DSC_36982013-05-17-09-26-16O Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM) esteve na sede da Aspacer (Associação Paulista das Cerâmicas de Revestimento) com objetivo de discutir a implantação de um escritório do DNPM na cidade de Santa Gertrudes. José Paulo Brandão Johasz, representando o diretor-geral do órgão, Ricardo de Oliveira Moraes – diretor superintendente do DNPM/SP,Sérgio Dâmaso, Marcelo Barone – Chefe de Divisão de Gestão de Títulos Minerários, Silvio Magalhães – ex delegado do Ministério de Minas e Energia do Estado de São Paulo e Valdir Duarte – diretor da ouvidoria de Rio Claro reuniram-se com o presidente da Aspacer e do Sincer, Heitor Ribeiro de Almeida Neto, Benjamin Ferreira – vice presidente, Luís Fernando Quilici – diretor superintendente  das  entidades e com o prefeito de Santa Gertrudes, Rogério Pascon.

A instalação atende uma antiga reivindicação das empresas que trabalham com extração de produtos minerais, como areia, argila e água mineral, bem como do governo do Estado, que entende que a presença do órgão é fundamental para o processo de desenvolvimento do Estado. A notícia foi muito bem vinda para o novo prefeito do município. “Daremos andamento a esse projeto e nos comprometemos a fazer um ofício ao DNPM para reforçar a nossa intenção para que o escritório seja sediado em Santa Gertrudes”.

Antônio Silvio Magalhães falou da importância do órgão no Estado. Ele afirmou que o DNPM na micro-região vai facilitar a vida dos empresários que trabalham com esse ramo da infraestrutura e desenvolvimento mineral da região.

“Agradecemos a prefeitura, ao DNPM e a Aspacer que estão viabilizando essa parceria com o governo do Estado”, disse. Heitor Almeida lembrou que há estudos que apontam reservas de argila e minerais na região. Ele acredita que, com a presença da DNPM na cidade de Santa Gertrudes, a prospecção desses minerais deva ser viabilizada, levando-se em consideração as responsabilidades ambientais.

A partir desta reunião, serão levantados os números de processos na micro região de Santa Gertrudes, o que fará com que seja decidido o local onde ficará instalado o novo escritório.

A prefeitura de Santa Gertrudes se comprometeu a auxiliar com a busca por um prédio para a instalação no local. A prefeitura também ficará responsável pelo patrimônio, incluindo as mobílias do local. Já o Departamento Nacional de Produção Mineral, ficará responsável pela gestão dos recursos humanos da nova unidade.

“A partir da instalação do escritório do DNPM o minerador não mais terá que se dirigir a São Paulo, para resolver entraves de sua atividade. Tudo poderá ser resolvido no município, inclusive protocolos”, explica o superintendente do DNPM, Ricardo Moraes. Ele acrescenta que a atividade de mineração é intensa e precisa de maior atenção por parte do governo. “Santa Gertrudes é a principal cidade do polo cerâmico nessa região.”

José Paulo Brandão disse que o DNPM vai possibilitar o avanço das pesquisas no local, garantindo o avanço no processo de desenvolvimento da região. “Santa Gertrudes, assim como as cidades que envolvem o polo cerâmico, tem um solo riquíssimo. Com a vinda do escritório do DNPM, é o momento de termos um apoio maior para fazer as pesquisas e dar mais condições aos empresários que já desenvolvem atividades ligadas à exploração dos recursos naturais”, afirmou.

Ainda não foi concretizada uma data oficial para a inauguração do local. “Devemos aguardar os próximos trâmites do processo de instalação para dar andamento ao projeto”, finaliza Ricardo de Oliveira Moraes.