Déficit na balança comercial de produtos químicos bate recorde

Postado em Economia

O déficit acumulado na balança comercial de produtos químicos atingiu US$ 8,7 bilhões no primeiro trimestre do ano, recorde do indicador para o período e um expressivo aumento de 27,9% na comparação com o total, de US$ 6,8 bilhões, registrado entre os meses de janeiro e março do ano passado.
Nos últimos 12 meses (abril de 2020 a março de 2021), mais um preocupante recorde. Pela primeira vez em toda a série histórica da balança comercial de produtos químicos, medida desde 1989, o montante acumulado em doze meses atinge a marca de US$ 32,3 bilhões, apesar dos sérios impactos da pandemia da Covid-19 na atividade econômica.
De janeiro a março, as importações de produtos químicos foram de US$ 11,6 bilhões, forte elevação de 21,1% em relação ao mesmo período de 2020. Em termos de quantidades importadas, as mais de 13,7 milhões de toneladas importadas resultam do aumento de 27,5% na comparação com os três primeiros meses do ano passado.
Já as exportações, por sua vez, de US$ 2,9 bilhões, significaram um modesto aumento de 4,5% na mesma comparação.

Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail this to someonePrint this page