Petrobras adotará novo indexador para preço do gás natural

Postado em Gás Natural

A Petrobras anunciou nesta segunda (3), a oferta de um novo contrato de suprimento de gás natural, que passará a acompanhar a cotação internacional desse combustível e não do petróleo, como ocorre hoje. Segundo a empresa, a nova referência tem sido mais estável e previsível.

No novo contrato, a referência internacional será a cotação de venda em um dos principais entroncamentos de gasodutos do mundo, chamado Henry Hub, localizado no estado americano da Lousiana.

De acordo com Luís Fernando Quilici, diretor de Relações Institucionais da Associação Paulista das Cerâmicas de Revestimento (ASPACER), pelo elevado volume de gás que movimenta, incluindo grandes volumes para exportação em navios, Henry Hub se tornou uma das referências globais de preços do combustível. “Hoje os contratos da estatal seguem a cotação do petróleo Brent, referência internacional negociada em Londres. Os preços são reajustados a cada três meses com base em uma fórmula que consideram também a variação cambial” explicou.

Conforme Quilici, a expectativa de aumento da concorrência por conta da Nova Lei do Gás, levou à busca por um contrato mais competitivo. “O avanço em medidas do governo para limitar a presença estatal no setor já vem movimentando o mercado, o que trará resultados positivos dentro de toda cadeia produtiva industrial que faz uso deste insumo”, citou.

Ainda segundo a Petrobras, o novo modelo começou a ser discutido internamente em 2020, já pensando no vencimento dos contratos atuais, que começa em 2022. A estatal, explicou ainda que o novo modelo será oferecido como opção aos contratos atuais, que associam os preços da molécula do gás à cotação do petróleo Brent e à taxa de câmbio e que passaram a vigorar em janeiro de 2020.

Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail this to someonePrint this page