Arsesp reajusta tarifas da Comgás

Publicado en Gás Natural

Para o segmento industrial o reajuste varia de 7,79% a 9,66%

No dia 09 de maio, a Agência Reguladora de Saneamento e Energia do Estado de São Paulo (ARSESP) publicou no Diário Oficial do Estado de São Paulo (D.O.E.) a Deliberação ARSESP 575, em que a Agência definiu o reajuste tarifário da Companhia de Gás de São Paulo (Comgás).

 

Essa revisão tarifária foi publicada de forma ordinária conforme estabelece o contrato de concessão, para ajuste das margens de distribuição (IGPM dos últimos 12 meses) e do custo médio ponderado de gás que sofre impacto direto da variação cambial.

 

Os resultados obtidos com a conclusão da revisão tarifária da Companhia já estão sendo aplicados desde o dia 31 de maio de 2015. Os reajustes aplicados às tarifas da Concessionária para o setor industrial variam de 7.79% a 9,66%. A alteração é válida para toda a área de concessão da Comgás, que compreende a Região Metropolitana de São Paulo, Região Administrativa de Campinas, Vale do Paraíba e Baixada Santista. Para se chegar aos novos valores, a Arsesp levou em consideração os custos do gás natural e do transporte e a correção das margens da Companhia.

 

Para ASPACER, essa alta vem em um momento instável para as indústrias. O gás natural, que no início dos anos 2000 tornou o setor um dos mais competitivos do mundo, hoje, por conta do preço, é chamado de “grande vilão”. Enquanto os reajustes foram pesados e contínuos no Brasil, houve queda de preços em diversos outros países. Em defesa do setor, a entidade está atuando em diversas frentes, para a conquista de preços mais acessíveis e formas de aumentar a eficiência energética de suas unidades fabris.