Histórico do SINCER


Com o crescimento desse setor e com a necessidade de uma entidade que pudesse representar esse segmento, na região foi fundado, em 1960, o Sindicato das Indústrias da Construção, do Mobiliário e de Cerâmicas de Santa Gertrudes (SINCER)

SincerA história do setor cerâmico na região de Santa Gertrudes iniciou quando as primeiras famílias começaram a se fixar na cidade entre 1918 e 1930 e a fundar as primeiras indústrias cerâmicas.

Nessa época eram fabricadas somente telhas paulistas e francesas, futuramente começaram a produzir o lajotão colonial e os pisos e revestimentos.

Por ser uma região que beneficiava esse tipo de atividade, devido à rica quantidade e qualidade da matéria-prima, a argila, e conseqüentemente a facilidade de mineração, o setor foi crescendo e a cidade se tornou a capital nacional da telha. Hoje juntamente com Rio Claro, Cordeirópolis e Ipeúna forma o maior Polo Cerâmico das Américas.

Com o crescimento desse setor e com a necessidade de uma entidade que pudesse representar esse segmento, na região foi fundado, em 1960, o Sindicato das Indústrias da Construção, do Mobiliário e de Cerâmicas de Santa Gertrudes (SINCER), que teve como primeiro presidente o Sr. Ruy Ribeiro de Almeida, um precursor do movimento sindical na região. A base territorial do SINCER abrange as cidades de Santa Gertrudes, Rio Claro, Cordeirópolis e Ipeúna.

No dia 10 de julho de 1985, foi inaugurada sua sede própria para melhor atender seus associados, que somam 29 cerâmicas da região. No entanto com a criação da Aspacer, se fez necessário um trabalho unificado entre a Associação e o Sindicato, e hoje eles funcionam no mesmo prédio em Santa Gertrudes, representando os interesses da classe ceramista.